Fórum Voltado a criação e manutenção de aves silvestres e exóticas.

Palavras chave

Últimos assuntos

Julho 2017

SegTerQuaQuiSexSabDom
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      

Calendário Calendário

Parceiros

Fórum grátis


    Diarréia em Aves

    Compartilhe
    avatar
    Monteiro Junior
    Administrador
    Administrador

    Mensagens : 170
    Data de inscrição : 28/11/2013

    Diarréia em Aves

    Mensagem por Monteiro Junior em Seg Jan 06 2014, 05:13

    Diarréia em Aves

    A diarréia é um aumento no teor hídrico da porção fecal dos excrementos. A área pericloacal, a área que circunda o ânus, fica freqüentemente suja com fezes acumuladas nas penas e na pele. As fezes podem conter bolhas, sangue ou muco e podem ficar fétidas. Em muitos casos, o proprietário da ave acredita que a ave apresenta uma diarréia quando na verdade apresenta uma poliúria (um aumento da urina nos excrementos).

    Diagnósticos Diferenciais para a Diarréia

    1. Infecciosos

    a) Bacterianos: bactérias Gram-negativas (Borrelia, Campylobacter, Citrobacter, Escherichia coli, Pasteurella, Salmonella, Yersinia, outras), bactérias Gram-positivas (Clostridium, megabactérias, Mycobacterium, Streptococcus, outras).

    b) Clamidiais: Chlamydia psittaci.

    c) Micoplasmáticos: Mycoplasma.

    d) Virais: adenovirose, astrovirose, calicivirose, coronavirose, enterite viral dos patos, enterovirose, hepatite com corpúsculos de inclusão dos pombos (herpesvirose), influenza, doença de Marek, ortovirose, doença de Pacheco, parvovirose, poliomavirose, paramixoviroses 1, 3 e 5 (incluindo a doença de Newcastle) , OBPP, reovirose, rotavirose, doença causada por um agente semelhante a um togavírus, retrovirose (grupo leucose sarcoma).

    e) Fúngicos: Candida.

    f) Parasitários: ascarídeos, Atoxoplasma, Capillaria, coccídios, Cochlosoma, Cryptosporidium, fascíolas, Giardia, Hexamita, Histomonas, Microsporum, Sarcocystis, solitárias, Toxoplasma, Trichomonas.

    2. Metabólicos

    Hepatopatias. (Iipidose, hepatite), nefropatias, pancreatite, insuficiência pancreática.

    3. Nutricionais

    Alteração dietética, mal nutrição crônica, alimentos com baixo teor em fibras ou alto em gorduras, teor hídrico alto na dieta (frutas, legumes e verduras).

    4. Tóxicos

    Carbamatos, chocolate, colecalciferol, chumbo, nicotina, nitratos, organofosforados, sal, xampus, zinco.

    5. Físicos

    Obstrução gastrointestinal, corpo estranho, hérnia abdominal, fecálitos, impactação com areia, postura de ovos iminente, atravessamento de oval peritonite.

    6. Comportamentais

    Estresse.

    7. Neoplásicos

    Papiloma cloacal.

    8. Latrogênicos

    Antibióticos.

    9. Não classificados

    Síndrome hemorrágica das ararinhas.


    Sinais

    As causas comuns de diarréia nos psitaciformes incluem clamidiose, enterite bacteriana, toxicose por chumbo ou zinco, ascarídeos e hepatopatias e, no caso das cacatuas e dos papagaios cinzentos africanos importados, as fascíolas. A doença de Pacheco, poliomavirose, reovirose e candidíase também constituem causas razoavelmente comuns nos psitaciformes. Os canários e os passeriformes apresentam comumente diarréia como resultado de enterite bacteriana ou de coccidiose. A diarréia nos mainás e nos tucanos resulta comumente de hemocromatose, enterite bacteriana ou coccidiose. Os coccídios constituem uma causa importante de diarréia nos pombos e nas aves de quintal.

    As causas comuns de diarréia em aves jovens incluem enterite bacteriana, candidíase, poliomavirose e corpos estranhos gastrointestinais. Em geral, as aves jovens exibem sinais de infecção mais severos no caso de doenças parasitárias e virais.

    As aves isoladas e as de coleções fechadas ficam comumente doentes devido a enterite bacteriana, toxicoses, hepatopatias, doenças nutricionais, neoplasias, candidíase e corpos estranhos. Também se observam doenças bacterianas e virais crônicas (por exemplo, clamidiose, micobacteriose) e doenças com estados portadores (por exemplo, doença de Pacheco).

    As aves recém-expostas a outras aves ficam comumente doentes como resultado de doenças infecciosas, incluindo doenças bacterianas, virais e parasitárias. Isto resulta de um estresse e de uma exposição a uma doença infecciosa. As enfermidades que ocorrem em aves isoladas também ocorrem em situações de grupo.

    As más técnicas de manejo, tais como a falta de procedimentos de quarentena, a compra de aves a partir de fontes não familiarizadas e a má higiene, aumentam o alastramento das doenças infecciosas. As dietas deficientes podem aumentar a suscetibilidade a doenças.

    Suspeitam-se de etiologias infecciosas e tóxicas quando muitas aves são afetadas.

    A anamnese dietética importante para uma ave com diarréia inclui o tipo da dieta, seu frescor. As dietas com baixo teor em fibras, os alimentos ricos em gorduras e as dietas com um teor hídrico alto, por exemplo, abundância de frutas, legumes e verduras, resultarão em fezes líquidas. O acesso irrestrito a areia pode resultar em uma impactação com areia. Os alimentos embolorados ou anteriormente afetados podem conter micotoxinas que podem causar hepatopatias. As dietas ricas em gorduras (por exemplo, rações de sementes) e as dietas não balanceadas (deficientes em biotina, colina e metionina) podem levar a uma lipidose hepática.

    Os fatores ambientais importantes incluem o acesso a toxinas potenciais, higiene e a exposição a aves silvestres ou a vetores patológicos.

    Porém em caso de diarréia, procure assistência veterinária, especializada em Aves, para um diagnóstico eficaz.

    Por
    Drª. Ana Roberta de Almeida Coutinho


    _________________
    A única mágica para aprontar uma ave é o bom manejo!!!


      Data/hora atual: Qui Jul 27 2017, 14:42